Skip to content

História

UNIÃO DE FREGUESIAS DE ALVITO (SÃO PEDRO E SÃO MARTINHO) E COUTO

Alvito São Pedro

Esta freguesia vem nas inquirições de D. Afonso II, de 1220, com a designação “De Sancto Petro d’Alviti”.

São suas casas mais importantes, a Casa da Igreja, propriedade de José Joaquim de Magalhães Varela, falecido em 13 de Junho de 1850, foi Capitão de Milícias e um dos bravos do Mindelo. Foi preso por causa das suas ideias liberais. A Casa de Castilhão, propriedade de António Manuel Duarte Salema de Amorim, casado com D. Maria Madalena do Vale Amorim, falecido em 1880, foi Capitão de Milícias. Existe também nesta freguesia a Quinta de Carmona, onde foi instituído o Morgado de Carmona por Francisco Machado Carmona. Foi 10.º e ultimo Morgado de Carmona José Machado Carmona.

Foi unida à freguesia de Alvito S. Pedro a freguesia de Ginzo. Na freguesia de Ginzo existia um Paço, onde o Rei pousava quando passasse por aqui. Servia de celeiro e adega para recolher os direitos reais. Atualmente não existe vestígios deste Paço.

Alvito S. Pedro confronta a norte com Panque, a nascente com Alheira, a sul com Roriz e Alvito S. Martinho e a poente com Couto. É banhada pelo Ribeiro do Porto.

Alvito São Martinho

Alvito, etimologicamente vem de Alvitus, nome próprio gótico vulgaríssimo nos primitivos documentos relativos ao nosso país.

A casa mais importante de Alvito S. Martinho é a Casa de Argenil. Nela, em tempos, viveu e foi senhor o Conde D. Godinho de Pousada de Tamel. Também foi morada do Conde D. Viga de Tamel, um dos sete condes a quem cegou o conde D. Mem Soares de Novelas. Todos os sete condes estão sepultados em S. Pedro de Atei.

Esta freguesia vem nas inquirições de D. Afonso II, de 1220, com a designação de “de Sancto Martino d’Alviti”.

Está situada no centro do Vale do Tamel, confronta a norte com Couto e Alvito S. Pedro, a nascente com Roriz, a sul com Lijó e a poente com Salvador do Campo. É banhada pelo Ribeiro de Bramil.

A freguesia é servida pela estrada municipal 1051, que liga às freguesias de Salvador do Campo e Alvito S. Pedro.

A sua população no século XVI era de 10 moradores; século XVII de 64 moradores; século XVIII tinha 27 fogos; século XIX 118 habitante, atualmente tem 451 habitantes. A sua área é de 1,2 km2, tendo uma densidade populacional de 376 habitantes/km2. A freguesia de Alvito S. Martinho tem 125 famílias, 137 alojamentos e 132 edifícios.

É orago desta freguesia São Martinho.

Couto São Tiago

A freguesia de Couto antigamente era conhecida por Couto do Tamel e em eras muito longínquas por Santiago do Couto de Cidi.

A casa mais antiga desta freguesia é a Casa do Couto. Esta casa há seculos que anda na família dos Sousas. Foi comprada em 1679 por Constantino de Sousa e Meneses, Sargento-mor, Governador e Capitão-Mor da Ilha de S. Miguel, moço fidalgo da casa Real e Margado da Torre de Vila Verde. Era do seu tio Francisco de Sousa e Meneses, que tinha herdado de sua mão D. Francisca de Sousa.

Esta freguesia está no extremo norte-poente do Vale do Tamel, confronta a norte com Cossourado e Panque, a nascente com Alvito S. Pedro, a sul com Salvador do Campo e Alvito S. Martinho e a poente com Aborim e Tamel S. Pedro Fins. É banhada pelo Ribeiro do Porto.

A freguesia é servida pela estrada municipal 543-1, que liga às freguesias de Salvador do Campo, Alvito S. Martinho e Alvito S. Pedro.

A sua população no século XVI era de 19 moradores; século XVII de 44 moradores; século XVIII tinha 28 fogos; século XIX 173 habitante, atualmente tem 348 habitantes. A sua área é de 1,57 km2, tendo uma densidade populacional de 221,7 habitantes/km2. A freguesia de Couto tem 103 famílias, 105 alojamentos e 100 edifícios.

É orago desta freguesia Santiago.

Scroll To Top